Estratégias de Design para Redes Sociais

No Comments

Quando falamos de design em redes sociais, logo lembramos do famoso roxinho, o NuBank. Com certeza, você deve reconhecer já de cara outras marcas através de postagens nas redes sociais.

Isso é chamado de Identidade Visual no âmbito comunicativo, sendo um dos outros variados meios orgânicos desenvolvidos através de tais estratégias do design para redes sociais.

Além do reconhecimento imediato, também emprega consistência e originalidade para ela, valorizando-a após ganhar engajamento, notoriedade e atenção. Então, para sua empresa conseguir tais feitos de composição finais, apresentaremos algumas estratégias de design para redes sociais. Confira!

Estratégias de design para redes sociais

Uso de linhas

• Ajudam a direcionar a visão

• Cria Ênfase

• Dá uma sensação de movimento

Linhas, mesmo que simples, ajudam na organicidade de informações. Ao usuário parar numa postagem, ele vai seguindo-as em meio aos dados de forma que o “trilhe” ao objetivo, direcionando textos ou enfatizando imagens.

Uso de direções

• Dá um caminho ao espectador

• Direciona o olhar em blocos

Função semelhante a estratégia Linhas, porém, aplicada de forma para ser direta e onde há quantidade textual ou visual maior, que uma simples palavra ou foto. Geralmente, as direções são inseridas como setas, feitos com formas geométricas personalizadas (ícones por exemplo), ante textos em parágrafos ou imagens em blocos, auxiliando o olho do usuário a uma sessão no meio de tantas.

Uso de cores

• Considere a teoria das cores

• Crie uma paleta alinhada com: o objetivo da peça; conceito da marca

A aplicabilidade de cores é vasta, sendo levado em consideração, primordialmente, o propósito da peça. No mais, em postagens genéricas as cores seriam aplicadas para caracterização, já para anúncio de produtos ou afins de uma marca, o padrão de uma paleta de cores pré-determinado ou natural desta deve ser respeitado. No caso da caracterização, usemos o caso de “sessões”, citado na estratégia Direções: uma seta de cor vermelha, apontando para um texto, caracterizaria uma sessão indicando “atenção”, enquanto amarelo “aviso” e etecetera. As cores também podem ser aplicadas conforme sua teoria, aquela que cita o vermelho como indicação de algo “quente” ou “amoroso”, enquanto azul “frio” ou ”triste”.

Uso de escalas

• Cria Ênfase

• Chama atenção de, e para, certos elementos

Escalação é uma das estratégias que foca e enfatiza componentes. Em uma sessão, onde é apresentado um bloco com várias fotos e ter pelo menos uma maior que as outras, já irá chamar a atenção do usuário. E cuidado! Nessa estratégia, a proporção antes e após a escalação de um elemento deve ser respeitada, tendo cautela para não “esticar” ou “amassar” ele.

Uso de composição

• O arranjo dos elementos

• Tenha um propósito com a composição

• Use escala, profundidade e hierarquia

Um mix de Equilíbrio com Hierarquia a fim de organizar, dessa vez, os elementos por arranjos. Foi citado, por exemplo, sessão de imagens, cabeçalho (título e subtítulo), podendo existir outros arranjos ou blocos como rodapé, etc.

Uso de hierarquia

• Use escala, linha, cor e etc.

• Ajuda os usuários a navegarem seu design

• Sinaliza a importância dos elementos

Utiliza-se, principalmente, das estratégias Linhas, Cores e Escala. Nesta, identificamos a ordem de exibição, leitura e importância dos elementos na peça. Para o usuário, é imprescindível que esteja claro o nome (título), função (subtítulo) e objeto tratado (nesse caso, talvez, possa existir várias imagens, existindo uma “maior”, que as demais, indicando seu trato). Após identificarmos o “que é o quê” (título, subtítulo e imagem) da peça, basta aplicarmos as estratégias conforme gravidade de trato. Por exemplo, para o título utiliza-se uma linha abaixo, no subtítulo uma seta e para o objeto tratado uma escalação proporcional maior que os demais. Deixando clara, assim, a hierarquia.

Uso de texturas

• Dá profundidade ao design

• Dá uma sensação tática ao design

• Use moderadamente, e intencionalmente

Textura nada mais é que relevo-sob-elemento, dando impressão sensível tática ao usuário. Aplica-se à elementos simples até mais complexos, como backgrounds de cor e extrusão 3D. Num post em que um produto é especificadamente feito de madeira, faz-se necessário uso de elementos com textura de madeira, ou seja, de acordo com o tema central que é utilizável.

Uso de equilíbrio

• Cada elemento tem um peso

• Ajuste o equilíbrio do seu design com escala e composição

Da mesma forma que a Hierarquia, essa estratégia define um “peso” para cada elemento. No entanto, busca-se deixar as informações organizadas harmonicamente de forma que os elementos “pesados” não ofusquem os “leves”. Até por que, informações desnecessárias, se assim sendo, não devem estar na peça.

Uso de contraste

• Ajuda a criar ênfase/destacar

• Claro vs Escuro, Grosso vs Fino

É outra estratégia com fim de chamar a atenção para, minimamente, dois componentes específicos, diferenciando-o neste ponto da estratégia Escala. Contraste é a percepção de diferença criada para o usuário. Tal diferença é dada por cores complementares (vermelho e verde ou rosa e azul por exemplo), dimensões opostas (fino e grosso ou grande e pequeno, etecetera) e outros recursos de cunho perceptível semelhantes.

Uso de enquadramento

• Pode ser estético ou importante

• Ajuda a destacar certos elementos

• Corta imagens de maneiras interessantes

Consiste no corte de elementos visuais de maneira que o destaque do restante. O destaque vem nos recursos usados para realização do corte para, assim, o enquadramento, podendo ser através da inserção de imagens em mock-ups por exemplo.

Uso de tipografia

• Use sabiamente e cuidadosamente

• Escolha uma font distinta que encaixe no seu design

Aplicando-se apenas em textos, coincide na escolha de tipos-de-fontes de acordo com o tema do produto apresentado, tal como a estratégia Textura. Já deve ter visto em campanhas infantis, como Dia das Crianças, fontes descoladas, soltas e leves, pois são justamente esses tipos que representam de forma tipográfica crianças, no geral. Já em panfletos de supermercados, vê-se mais tipos finos ou magros, já que lidam com muita informação de texto e imagem.

Uso de movimento

• Traz vida ao design

• Tente efeitos de destaques, linhas, movimentos e efeitos de onda

Utiliza-se, principalmente, das estratégias Desfoque e Linhas. Da mesma forma que “Profundidade”, tratada nesse artigo: Movimento, neste caso, está na sua sensação. Para tal, utilizemos um vetor de carro e queremos dar-lhe essa sensação, que, facilmente, é gerada adicionar algumas linhas em seu lado traseiro. Mais uma vez, o cérebro dará conta de imaginar o carro em movimento.

Uso de profundidade

• Dá dimensão ao design 2D

• Tente usar texturas, sombras, efeitos 3D, objetos desfocados, etc.

Profundidade, neste caso, está na sua sensação; gerada a partir de recursos que dão impressão sensível espacial ao usuário, através da peça. Tais recursos são sombra, dezenas de tipos de desfoque, traçado ou extrusão 3D nos elementos; e animação, dentre outros tipos de manipulação visual, na peça em si. Um exemplo de aplicação seria numa bola de futebol, recortada e com o efeito Desfoque de Movimento, “flutuando” no espaço contextual da peça; daí se tiver o elemento imagem de um jogador de futebol, facilmente, nosso cérebro dará conta de imaginar a bola em movimento, além de fazer acreditar que foi tal jogador que a chutou.

Uso de repetição

• Ajuda a ‘amarrar’ uma narrativa

• Crucial para uma marca consistente

É umas das principais estratégias para manter-se coerente e direto na apresentação de produtos. A Repetição é gerada ao manter-se de forma fidedigna todas as outras estratégias citadas nesse artigo já usados para uma marca específica. Como o NuBank. Dessa forma, alcançando a sofisticada arma de comunicação: Identidade Visual, que, como explicitado previamente, é apenas uma de várias, importantes na disseminação de uma empresa.

Por fim, essas estratégias do design para redes sociais amarram uma peça visual-comunicativa. Vale escolher as que mais enquadram-se de acordo com a temática e contexto do produto que irá ser apresentado, correlacionando com o foco e propósito da empresa. Alcançando, concomitantemente, conteúdos que chamem a atenção do usuário, identificando a sua marca, para fazê-lo buscar mais informações e conteúdo, aumentando o engajamento.

Sobre nós e este blog

Somos uma empresa de marketing digital com foco em ajudar nossos clientes a alcançar grandes resultados.

Solicite um orçamento

Oferecemos serviços profissionais que ajudam a sua empresa se destacar usando os meios digitais.

Inscreva-se em nossa lista!

Os campos marcados com * são obrigatórios

Últimas publicações

Veja todas as publicações
No Comments
 

Deixe um comentário